Voltar à pagina inicial
ааааааа Busca Mundial Busca Portugalweb.net
ааааааа Busca Mundial Busca Portugalweb.net
Uniformes
Uniformes
ллллллллллллл













 
Campanhas Ultramarinas 1961 - 1974

UNIFORMES DE CAMPANHA
N.ºs 2-C m/960
Exclusivo das forças de Caçadores Especiais

OFICIAIS, SARGENTOS E PRAÇAS

BARRETE
Vulgarmente denominado "quico", confeccionado em tecido de algodão camuflado. O barrete é flexível, tendo pala e cobre-nuca, com uma copa que se ajusta perfeitamente à cabeça, para esse fim tem de cada um dos lados, no espaço compreendido entre a junção da pala e do cobre-nuca aos quartos, um elástico cosido nas extremidades, o que permite uma boa fixação. Tudo como nos indica as fig. 10, 11 e 12.

Figura 10
Figura 11
Figura 12

DÓLMAN
De tecido de algodão camuflado. Abotoa por meio de carcela com oito botões e um fecho de correr interior, gola direita com quatro botões, onde vai abotoar um capuz, fig. 13, que pode ser ajustado por meio de um cordão enfiado na bainha inferior. O dólman tem quatro bolsos exteriores, de fole, sendo dois colocados na altura do peito e os outros na orla inferior, fecham por intermédio de portinhola direitas, que abotoam por meio de três botões de pressão. Os bolsos levam duas ordens de botões, o que permite a abotoadura em duas alturas. A meio do bolso do peito do lado esquerdo, e a partir do fundo, forma-se um bolso mais pequeno, que leva cosidas duas fitas porta-
-canetas.


Figura 13

As frentes levam ainda dois bolsos interiores, que abotoam o do lado direito por meio de presilha e um botão e o do lado esquerdo por meio de um fecho de correr exterior, colocado verticalmente entre o fole do bolso exterior e a carcela.

As costas são ligadas por uma única costura central. As mangas, de corte especial, são prolongadas até à altura da cinta por uma tira de tecido. Junto à bainha das mangas leva uma abertura que aperta por meio de um elástico e um botão que abotoa interiormente.

O dólman possui ainda, além das platinas metidas nas costuras superiores das mangas, dois cordões interiores - um na altura da cinta, o outro na orla inferior -, que permitem os necessários ajustamentos. Tudo como se pode ver nas fig. 14 e 15.

Figura 14
Figura 15

CALÇAS
De tecido de algodão camuflado, fechando-se por meio de braguilha, que abotoa interiormente por cinco botões. A traseira leva dois bolsos metidos com portinholas em bico, que abotoam com um botão de pressão. O cós, fecha por intermédio de um botão exterior e leva seis passadores.

A calça possui dois bolsos laterais de fole e macho, com portinholas direitas, que fecham por intermédio de dois botões de pressão, levando os bolsos duas ordens de botões, para permitirem o seu fecho em duas alturas. Superiormente as estes bolsos, existem outros dois, metidos em diagonal, com portinhola direita, que abotoam por intermédio de três botões de pressão.

Lateralmente e abaixo da linha do cós, as calças dispõem de duas presilhas de tecido, que apertam por meio de fivela.

Inferiormente, nas bainhas das pernas, enfiam dois cordões para ajustamentos. Fig.16 e 17.

Figura 16
Figura 17

ABAFO DE PESCOÇO
De tecido de malha, tipo rede, camuflado, de formato rectangular.


Página seguinte>>>

<<<Página anterior


 

Viriatus é uma marca registada da Arte Vila - 2001 todos os direitos reservados